university_ranking

Por que ranking universitário não é tudo!

Por que ranking universitário não é tudo!

 

Como é que muitos estudantes decidem qual universidade é a melhor para ingressar?

Muitas vezes eles se baseiam nos rankings das universidades e nos conselhos de amigos e familiares que estudaram nessas mesmas universidades e que podem assegurar sobre a sua qualidade. No entanto, existem muitos motivos para você não se basear somente em rankings e em experiências alheias antes de decidir qual universidade é melhor para você, e aqui estão algumas delas:

ranking universitário

Qualidade de pesquisa ou Oportunidades de emprego?

Em muitas tabelas de rankings universitários, pesquisa é um grande indicador da qualidade da universidade. Universidades como Harvard ou Oxford recebem grandes quantidades de dinheiro para pesquisas, mas, na maioria das vezes, somente para mestrados ou PhDs ao invés de bacharelados. Se estudantes que escolhem esse tipo de universidade estão interessados em teorias e a se aprofundarem em pesquisas de mestrados e de PhDs, estão indo para o caminho certo. Mas, como dizem: “Não existe substituto para a experiência” e se você deseja sair da universidade com habilidades que te ajudarão a ingressar no mercado de trabalho, então, as universidades que oferecem programas de caráter mais práticos são as melhores opções para você. Essas universidades, como por exemplo Nottingham Trent University, contratam professores com anos de experiência e que ensinam a desenvolver habilidades que irão te beneficiar em sua carreira.

Encontrar sua zona de conforto, estudar em um outro idioma, e melhorar sua empregabilidade!

Estudantes internacionais em universidades bem classificadas podem, algumas vezes, ter dificuldades em conseguir boas notas e competir com estudantes mais inteligentes. Além disso, estudar em uma língua estrangeira significa que você terá que trabalhar muito mais do que seus colegas nativos. Você terá que fazer mais pesquisas e isso pode consumir mais tempo e ser muito estressante. Portanto, geralmente universidades com rankings mais baixos são melhores para estudantes por esses motivos:

  1. seus colegas de classe não são tão mais inteligentes que você e assim, é mais fácil estar entre os melhores da sala,
  2. você pode tirar notas mais altas e se formar com um nível acadêmico superior,
  3. estudar em outro idioma não seria uma coisa tão estressante e difícil,
  4. você terá mais tempo para relaxar, se divertir e para desfrutar da sua experiência no exterior
  5. em geral, os professores serão especializados em aulas práticas, ao invés de teorias muito detalhadas.
  6. existe maior possibilidade da sua universidade ter laços com a indústria de trabalho, o que te garante maiores possibilidades de encontrar emprego assim que se formar
  7. universidades com rankings mais baixo geralmente oferecem oportunidade de estágios à seus alunos,
  8. você economiza bastante dinheiro em essas univerdades ( cerca de U$9.000 por ano)

 

Em geral, se você quer aprender as habilidades necessárias para encontrar um bom emprego, uma universidade com menor ranking pode muito bem ser a melhor escolha para você. Se, no entanto, você é um estudante muito acadêmico com muito bom Inglês, e/ou você deseja progredir para um mestrado ou um doutorado, então você deve mirar para as universidades com maior ranking.

Mais sobre Rankings

Um fato interessante é que 14% das universidades do Reino Unido estão entre as top 100 no ranking mundial de universidades comparado com apenas 1% das universidades dos EUA. Longe de querer desmerecer a educação americana, mas somente para destacar o fato de que os padrões educacionais são muito importantes para o governo do Reino Unido. Universidades devem manter um nível bem alto em seus padrões educacionais para poderem estar em operação, o que indica que uma universidade do Reino Unido que esteja com ranking 70 de 130, tenha certeza que a qualidade da educação será excelente. O mesmo pode ser dito sobre outros países com alto índice de desenvolvimento, onde universidades públicas devem manter um alto padrão.
Tome como exemplo Louisiana Tech University, nos EUA, foi classificada pelo US News como a ‘Tier 4’ universidade mesmo sendo considerada como umas das top universidades públicas para estudar algumas áreas de engenharia. James Cook University não é uma universidade altamente classificada mundialmente, mas é número 1 na Austrália na área de aquicultura.

Por isso que agentes de estudo são importantes guias para pessoas interessadas em estudar no exterior. Seu conselheiro te guiará e o aconselhará sobre todos os passos necessários. Um bom conselheiro não irá pressiona-lo, mas sim guia-lo e mostra-lo as melhores opções para você.

Share this article with your friends:
0

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *